A Grande Cidade, 82', 1966, Brasil.

Atualizado: Set 15

Segundo longa de Cacá Diegues trata-se de um filme urbano que mistura literatura de cordel e samba, registra, de maneira lírica e também violenta, o acuamento de um casal de migrantes nordestinos fora de seu espaço, deslocado entre a rica zona sul e as favelas do Rio de Janeiro.

Sinopse

Em busca de uma vida melhor, Luzia abandona o Nordeste e vai para o Rio de Janeiro para encontrar o noivo. O sonho de viver na metrópole se torna um pesadelo quando Luzia descobre que seu amado se tornou um temido bandido.


Ficha Tecnica

Direção: Cacá Diegues

Música composta por: Heitor Villa-Lobos, Ernesto Nazareth, Zé Keti, Heckel Tavares

Roteiro: Cacá Diegues, Leopoldo Serran

Produção: Cacá Diegues, Glauber Rocha, Luiz Carlos Barreto

Elenco: Antônio Pitanga, Anecy Rocha, Joel Barcelos, Leonardo Villar.


Sobre o cineasta Cacá Diegues

Carlos José Fontes Diegues (Maceió, Alagoas, 1940). Diretor de cinema, ensaísta, roteirista e produtor. Filho do antropólogo Manuel Diégues Júnior (1912-1991), muda-se em 1946 para o Rio de Janeiro, onde estuda em colégios de orientação jesuíta. Entre 1959 e 1960, nos quadros da política estudantil da Pontifícia Universidade Católica (PUC/Rio), funda um cineclube e assume a redação do jornal O Metropolitano. Este periódico, órgão oficial da União Metropolitana de Estudantes (UME), e o grupo da universidade constituem um dos núcleos de origem do cinema novo. Junta-se, em 1961 ao Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes (CPC), para o qual realiza no ano seguinte Escola de Samba Alegria de Viver, um dos episódios de Cinco Vezes Favela.


Clique aqui para saber mais sobre sua vasta obra cinematográfica.



Fonte

Itaú Cultural