Com quantas histórias se faz um roteirista?

Conhecido por uma narrativa criativa, textos leves e ao mesmo tempo críticos, José Roberto Torero é um dos mais brilhantes criadores de histórias do cinema brasileiro. A Banda Larga Filmes traz um pouco sobre a vida, as inspirações e a obra desse craque.


Escritor, roteirista, cineasta e santista, Torero é apaixonado por escrever assim como por apreciar a beleza do futebol. É autor de diversos livros, dentre eles “O Chalaça”, que lhe rendeu o Prêmio Jabuti, em 1995. Na mesma época estreava no cinema com os filmes Amor! (1994) e A Alma do Negócio (1996), curta-metragens roteirizados e dirigidos por ele. A partir daí, foram inúmeras as criações de roteiros de filmes e séries de TV. Suas obras são marcadas por uma dose refinada de humor e crítica.


Em 2014, concedeu ao grande e saudoso Antônio Abujamra uma entrevista incrível, repleta de humor, provocações e opinião sobre a vida, religião, política e arte. Assista a entrevista completa



Hoje, Torero nos presenteia com seu Diário do Bolso, trazendo uma coleção de pérolas e confissões cotidianas de um presidente que só pensa em arruinar o Brasil. Confira seu perfil no instagram, clique aqui.

Conheça mais sobre a filmografia de Torero:

Diretor

Como fazer um filme de amor (2004)

Morte (2002)

A alma do negócio (1996)

Felicidade é... (1995)

Amor! (1994)

Roteirista

O contador de histórias (2009)

Como fazer um filme de amor (2004)

Pelé eterno

Celeste e Estrela (2003)

Morte (2002)

Memórias Póstumas (2001)

Uma história de futebol (1999)

Pequeno dicionário amoroso (1997)

Um homem sério (1994)

Amor! (1994)